Ano 2015

 
 
 
A realizou-se em França entre os dias 25 e 28 de Setembro
 

 

2015 XXV CONGRESSO DA UEP - FRANÇA-PARIS

 

 

UEP

 

XXV CONGRESSO DA UNIÃO EUROPEIA de PARAQUEDISTAS - PARIS

 

A União Portuguesa de Paraquedistas (UPP), é um membro da União Europeia de Paraquedistas (UEP), composta por associações de Portugal, Espanha, França, Bélgica, Alemanha, Áustria, Hungria, Polónia, Itália Grécia e Chipre. A sua presidência é rotativa e anualmente e organiza um congresso.

 

Este ano, o XXV Congresso foi organizado pela União Nacional de Paraquedistas da França (UNP), que tem cerca de 10.000 membros distribuídos por secções provinciais, em Paris de 23 a 27 setembro.

O tema principal do Congresso foi: "Como aumentar o número de membros das associações e como integrar os mais jovens". Cada país fez uma apresentação de como vê o problema e as medidas que devem ser tomadas para os ultrapassar.  O problema da longevidade é comum para a maioria deles, há pouco associativismo nas classes mais jovens e o número de membros aderentes cada ano vai diminuindo, conjugado com o número de cidadãos brevetados anualmente que vai diminuindo à medida que o efetivo das Forças Armadas vai sendo reduzido.

 

O Congresso abriu com uma cerimônia militar na "Ecole Militaire", com a apresentação dos Estandartes Nacionais das nações participantes, seguida dos hinos nacionais respetivos.

 

Durante o Congresso, além dos trabalhos, foram realizadas visitas ao Grupo Intervenção da Gendarmerie Nacional (GIGN), sediada em Versalhes, responsável pela intervenção em atos de terrorismo,

A cerimônia de encerramento foi programada de forma a coincidir com a celebração e as cerimónias da do dia de São Miguel, patrono dos paraquedistas na maioria dos países europeus e americanos.

 

Os eventos começaram com uma missa na Igreja do Inválidos, celebrada pelo Bispo das Forças Armadas, com a presença de autoridades, veteranos Paraquedistas, de e de todas as Delegações ao XXV Congresso e as secções locais da UNP. Na missa foram recordados mais de cerca de 500 Paraquedistas que faleceram durante o ano.

 

Seguiu-se, uma cerimônia militar na "Ecole Militaire", com a participação de Paraquedistas franceses veteranos que vieram de todos os cantos do país, com a imposição da condecoração da UNP e a entrega de um donativo em pela UEP a um Paraquedistas gravemente ferido em combate recentemente e que ficou diminuído fisicamente para o resto da vida.

 

Na sala de jantar foi servido um almoço com mais de mil participantes, animado pelas canções tradicionais das unidades de paraquedistas franceses, em que se mistura a nostalgia do combate, a tristeza pelos que caíram e o companheirismo.

 

Na parte da tarde, os participantes do Congresso juntaram-se aos Paraquedistas franceses veteranos, num desfile na Avenida dos Campos Elísios, fechada ao tráfego, até ao Arco do Triunfo, onde decorreu uma cerimónia de homenagem aos caídos pela Pátria junto ao Memorial do soldado desconhecido com a deposição de coroas de flores e o reavivar da chama.

 

Mais tarde, antes do jantar de despedida, realizada a cerimónia da transmissão da Presidência da UEP do General Cambournac, de França, para o MGeneral Ferreira Pinto, de Portugal, que exercerá a presidência da UEP no ano de 2015/2016 com a realização do XXVI Congresso.