Ano 2013

2013 - XXIII CONGRESSO DA UNIÃO EUROPEA DE PARAQUEIDISTAS

          Confirmado que foi o XXIII Congreso da U.E.P. que se celebraría em Atenas durante os días 16 e 21 de Otubro do presente ano, a  FENASVPE determinou que o Vice presidente Col. Aguilar seria representado pelo  Cte. Valderrama da ASVEPA-MURCIA, como membro do grupo de trabalho da U.E.P.         Devido a problemas de saude do Col. Aguilar, ficou, também, decidido que o Cte. Macorra o representaria junto do Conselho Assessor da Federacão. O associado da ASVEPA-MADRID, Sr. Reyes Olivencia e as esposas dos Comandantes, também foram como acompanhantes-visitantes, assumindo, estes, os custos propostos pela organizacão.

          Na tarde do día 16, segundo os horarios previstos, as delegações foram recibidas no aeroporto de Atenas, sendo depois transportadas para o hotel Dorian Inn, situado no centro de Atenas onde ficaram alojadas todas as delegações e organizacões do Congresso.

    Pelas 19H00 o General  Mavroudis, como  Presidente da FPFS e organizador do Congresso, cumprimentou as delegações, a Itália não tomou parte, desejando as boas-vindas e acertou-se os horários e programas para o dia 17, e fez-se a entrega da respetiva documentação, terminando o dia com o jantar no hotel.     

Dia 17 as delegações foram transpoprtadas de autocarro para a sede da escola de comandos, cerca de 50 km de Atenas, para a cerimônia de abertura do Congresso, que foi presidida pelo General Chefe das forças especiais, com a presença da Banda e uma Companhia armada e uma representação militar, fora da formação e o guião da UEP acompanhado dos Guiões do centro e todas as Bandeiras da UEP, incluindo a da Austria e U.E. foram içadas ao som do hino nacional. Para finalizar o ato, na cafetaria de Oficiais, foi oferecido um refresco.

Aproveitando este tempo para a entrega do metope do Congresso em gratidão pelo apoio recebido pelas autoridades militares.

        De seguida foram, as delegaões, transportadas até ao clube de oficiais em Atenas, onde as sessões de trabalho e refeições se iriam desenvoler. Antes da primeira sessão, visitou-se o Museu bizantino, localizado ao lado do clube.

          A primeira sessão de trabalho começou com as palavras de boas-vindas proferidas pelo Presidente executivo da UEP, GB. Mavroudis,com a  apresentação de slides em inglês e texto difícil de ler por causa de seu tamanho e distância.

Depois, continuou, um reverendo que apresentou os cumprimentou em nome do Bispo de Constantinopla. Seguidamente o General de Brigada Papavlasopoulos, 2º chefe das forças especiais gregas, deu uma conferência sobre "as capacidades futuras das unidades de forças especiais e defesa europeia no futuro"

Contínuou-se com a leitura, pelo secretário-geral da UEP dos trabalhos do presente ano e informa que expirarou o período de 3 anos e de acordo com os regulamentos deve apresentar a demissão, embora esclarece a sua prontidão para uma nova reeleição como está também prevista no referido regulamento, a qual  é aceito por aclamação.

          O tesoureiro apresentou o relatório económico anual que é aprovado por unanimidade.

         A refeição foi tomada no clube e depois, é houve uma visita ao Museu de guerra, localizado nos arredores.

 À tarde, na segunda sessão apresenta os trabalhos das diversas nações exceto a França, que esta referenciado no documento do secretário-geral da UEP e Itália pelas razões expostas na carta de seu Presidente, que é do conhecimento da Presidência da FENASVPE.

A Áustria disse que tinha duas associações de veteranos, que não se dão bem, que estão tentando a sua união para ver se eles aceitam entrar para UEP e aproveitar a mudança do Ministro da defesa para os apresentar e tentar conseguir apoios. Em 2014, querem ser membros ativos da UEP.

  Alemanha quando concluiu a exposição, propõs o seguinte tema para o próximo ano de 2014: "Forças aerotransportadas, airmoveis e forças de operações especiais na Europa".

          Finalizada esta segunda sesión de trabajo se realiza el traslado al hotel para  la cena siendo acompañados por el Ministro de Cultura sin protocolo alguno. Es veterano paracaidista y apoya económicamente a la FPFS.

   Dia 18, de volta ao clube de oficiais onde nesta terceira sessão se trata do relevo da presidência  da UEP que devido à ausência de Itália se vive uma situação sem  precedentes na UEP. Pergunta-se se há lguma nação que se ofereça para assumir a Presidência. A Alemanha solicitou tempo para consultar a sua delegação para saber se é possível aceitar. Finalmente, considera-se que há uma chance de 95% de levar por diante com os mesmos termos que este Congresso: 4 dias, 2 delegados convidados por nação, mas o Campeonato de pára-quedismo permanece sob consulta.      

Sobre a proposta apresentada pela Itália, numa carta enviada anteriormente à Presidência Executiva, apresenta uma série de alegações para justificar a sua ausência do Congresso (não esteve presente em Castellón em 2012), a parte do formulário da proposta como observador, entre outras, são rejeitadas. Será enviada uma carta da Presidência, pedindo-lhes para refletir e repensar a sua permanência na UEP.

Continuando a sessão com a exposição do grupo de trabalho, onde o GB. Boda Presidente da Federação húngara, expõe as conclusões respectivas. As delegações têm 3´ para comentar. Segue-se uma linha com poucos objectivos  realista e de difícil alcance sem estar dotado dos meios necessários. Fixam-se  quatro pontos a serem desenvolvidas, para tal são designadas diferentes nações, Espanha foi designada para tratar do "O problema econômico" e um quinto em relação a extensão da UEP que será Chipre. Para o desenvolvimento deste trabalho é acordado que  antes do final do ano o trabalho deverá ser enviado ao presidente executivo, secretário-geral e todas as associações nacionais.                

Propôs-se uma reunião de todos os presidentes em Budapeste, 22 de fevereiro/23, 2014 com dia de chegada saída 21-24, para apresentar o desenvolvimento real dos pontos propostos anteriormente.  Comentou-se que a FENASVPE comemora sua assembleia geral a 22 e a celebração do aniversário a 23, sendo contestado  porque também é a data do Congresso da Associação húngara, que têm tudo planeado para aqueles dias e não pode modificá-los

. Depois do almoço, continuou-se com a quarta e última sessão de trabalho onde é assinado por cada presidente ou representantes, o documento a ser enviado para a Itália.

          Hungria apresenta um estudo sobre a capacidades de defesa da UE.

          Comenta-se que estão pendentes várias mudanças das presidências nacionais: Espanha, Hungria, França e Grécia.         

O General Mavroudis entrega o metope da conferência a todas as delegações e estes por sua vez entregam uma lembrança para a Federação Grega, recebendo em cada mesa de trabalho das delegações, outras duas métopas.

          No mesmo clube dos oficiais, antes do jantar, efetua-se a tomada de posse da Presidência executiva da UEP com a entrega do guião ao General Bernhardt, Presidente do BDF da Alemanha, que assume durante o restante do ano até o próximo Congresso em 2014. Preside à cerimônia e ao jantar, o Tenente General chefe da região.

          Dia 19 e 20 são dedicados para visitar;  a Acrópole de Atenas, o Museu Nacional de arqueologia, o canal de Corinto, Micenas, Epidavros e Naoplia, parando em alguns municípios, convidados pelas autoridades, sendo recebidos com respeito e afeição.

 

RESUMO:

     Desfrutou-se de uma requintada hospitalidade em todos os momentos. Preocupações sobre a falta de meios de comunicação social e a situação económica actual, não foram obstáculo para, com um grande orgulho e esforço, organizar um Congresso de um elevado nível, de competência e eficiência e tenacidade, sendo um exemplo para o resto da UEP e um modelo social que compartilha a maioria de países ocidentais.

     As deslocações a Barajas, foram feitos pelos  seus próprios meios.

                   Galeria de fotos pela CTE Valderrama.o 2013

Bibliografia: Site da FENASVPE